quarta-feira

Schäuble está a mentir: os empréstimos à Grécia foram um resgate aos bancos alemães"

"Schäuble está a mentir: os empréstimos à Grécia foram um resgate aos bancos alemães"


O ministro alemão das Finanças disse que "as condições do resgate à Grécia são mais generosas do que as medidas [exigidas] ao país". Junker afirmou para Tsipras não assumir que a zona euro aceitará o plano grego. É possível continuar a fazer exigências cegas à Grécia?
Schäuble está a mentir: os empréstimos a uma Grécia insolvente foram, principalmente, um resgate dos seus credores, nomeadamente aos bancos alemães. E, as condições associadas aos empréstimos, de austeridade extremamente brutal, foram tudo menos generosas. As autoridades da zona do euro e as elites nacionais têm causado uma depressão na Grécia, sem resolver os problemas, nomeadamente o fardo insuportável da dívida e um sistema político corrupto e disfuncional.
_________

Obs: O grande mérito da DDT, a chancelarina Merkel foi ter posto os demais países da UE a trabalhar para o crescimento da economia alemã; o grande demérito da Europa foi ter feito isso voluntariamente, e ainda contribuiu - lamentavelmente - para a paralisia institucional das instituições europeias, hoje secções do economato da economia germânica. A esta luz, Merkel não poderia ter encontrado melhor guarda-livros do que o desertor Durão Barroso. 

__________________

Etiquetas:

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home