quinta-feira

O novo terrorismo



Associado à invocação de motivos religiosos, os actos terroristas dos islamitas do Estado Islâmico (EI) - constata-se a vontade de não fazer cedências, de não aceitar qualquer compromisso e a preferência pela destruição total dos valores ocidentais e do seu sistema de organização social e económico, e nunca aceitar a derrota. 

É esta aparente ilusão de invencibilidade - que tem um efeito doutrinador e de coesão nos seguidores - alguns dos quais de origem portuguesa, que os leva a pensar que a violência deixou de ser um meio para atingir um objectivo, mas o objectivo em si mesmo. 

Com um pragmatismo surpreendente e sem limites, os seus operacionais exploram com proveito as novas tecnologias e os sistemas globais de informação, que facilitam o funcionamento das suas estruturas organizacionais em rede que ampliam o efeito das suas acções e mensagens e, ao mesmo tempo, dificultam o seu combate. 

Parece que o seu âmbito é global e não episódico e conjuntural. Interessante será ver como as superpotências irão reagir a estes derradeiros desafios às respectivas seguranças nacionais e interesses estratégicos em presença.

______________



Etiquetas: ,

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home