quarta-feira

O Terceiro sector em Portugal


Nota prévia: Um tema relevante para a economia nacional, não apenas pela expressão crescente que assumem os números como também para os segmentos da sociedade que dinamizam, potenciando comportamentos de proximidade e, consequentemente, diminuindo a solidão de milhares de idosos  (e não só) cujas vidas reganham novo sentido à luz desta forma de organização social integrada no chamado Terceiro Sector, como um dia a designou Peter Drucker.  
_____________
O objetivo é estimular este tipo de atividade no desenvolvimento local, através de respostas às situações, públicos e regiões mais deficitárias, levando à criação de emprego e ao estímulo à participação.
Quanto vale a Economia Social em Portugal?
1. A Economia Social contribui com quase 4% para o PIB nacional
2. Mais de 260 mil trabalhadores dedicados a atividades ligadas à economia social
3. Mais de 55 mil entidades envolvidas
4. Quase 15 milhões de euros de recursos utilizados em projetos de Economia Social
5. A economia social, enquanto o chamado terceiro sector já contribui com 3,8% para o PIB nacional com trabalho voluntário.
O encontro vai contar também com a primeira edição do prémio "Empreendedor Social", a atribuir pela Fundação AIP, Montepio Geral e IES Social Business School aos participantes que mais se destaquem com projetos empreendedores, que representem uma organização privada ou pública, com ou sem fins lucrativos, que apresentem uma ideia em fase inicial, ou, já em fase de crescimento e expansão, mas que tenham em conta, a criação de impacto social, através dum modelo de negócio sustentável.
Esta iniciativa, que conta com o Alto Patrocínio da Presidência da República, tem uma forte componente dirigida às regiões, pela proximidade das autarquias às respetivas realidades, com melhor conhecimento de dificuldades e potencialidades locais.
A organização conclui que o termo desenvolvimento local tem sido usado no conceito de políticas públicas tanto a nível europeu, nacional como local, muitas vezes associado a uma solução organizacional e, por isso, propõe fomentar a eficácia dos programas nos locais em desenvolvimento, através do combate a diferentes formas de exclusão social e pobreza, garantindo que este encontro "multidisciplinar" visa promover a coesão social, estimulando a criação de novos empregos e melhorar as condições de empregabilidade.
Fonte dos dados - INE/Cases- cooperativa António Sérgio para a Economia Social, convencionada com ministério do Emprego e solidariedade social
_______________________

Etiquetas:

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home