sábado

Domingos Azevedo defende atribuição de certificados de aforro em vez de carros marca topo de gama


Desta vez não cito Domingos Azevedo, o bastonário da Ordem dos Contabilistas Certificados para sublinhar aquilo que o governo cessante fez com dolo, que foi mentir ao povo português, como fez sempre desde 2011, relativamente à devolução da sobretaxa do IRS (pensando que assim ganharia as eleições). 
- Desta vez, cito o bastonário para sublinhar uma ideia por ele defendida há anos publicamente, e com a qual concordo plenamente, a de atribuir aos sorteados pela e-factura, no âmbito da política de combate à evasão fiscal - não marcas de carros topo de gama (como fez o governo cessante e em violação do direito de liberdade comercial de outras marcas), mas certificados de aforro. 
- Trata-se duma medida socialmente justa e inteligente e economicamente mais útil e reprodutiva ao conjunto da economia. 
- Até nisto, o governo em funções se destaca e prestigia em face do governo cessante. Veremos se não se estraga, doravante. 

_______________

Etiquetas:

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home